14
Mai
2015

Custo médio da energia para a indústria sobe 1,2%

O custo médio da energia para a indústria brasileira passou de R$ 537,40 para R$ 543,90 por MWh após os reajustes da AES Sul (RS), Uhenpal (RS), Coelba (BA), Coelce (CE), Cosern (RN), ESE (SE), e Celpe (PE), autorizados pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Com isso, o Brasil continua ocupando a 1ª posição em ranking que contempla 28 países, seguido da Índia (R$ 504,10 por MWh) e da Itália (R$ 493,60 por MWh). Os dados foram divulgados pelo Sistema FIRJAN através do site www.quantocustaenergia.com.br.

No ranking estadual, o Rio Grande do Sul continua ocupando a 9ª posição, com o custo médio de R$ 556,16 por MWh; e Sergipe se manteve na 23ª colocação com o custo de R$ 440,64.

Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Bahia passaram a ocupar posições mais caras. O Ceará (R$ 529,21 por MWh) passou da 21ª para a 13ª posição; Pernambuco (R$ 519,39) da 17ª para a 15ª; o Rio Grande do Norte (R$ 448,06 por MWh) da 24ª para a 22ª; e a Bahia (R$ 425,10 por MWh) da 25ª para a 24ª.

Saiba mais:

Acesse o site “Quanto custa a energia elétrica para a indústria do Brasil?", do Sistema FIRJAN. A plataforma permite o acompanhamento permanente do custo da energia elétrica para a indústria brasileira, com comparações internacionais, recortes estaduais e informações por distribuidoras, que são atualizadas imediatamente a cada reajuste de tarifa.